RIR




   


Era uma manhã de domingo muito fria, e passeavam numa avenida duas pulguinhas, uma chamava-se Manel e a outra Mário. O Manel só reclamava que estava com muito frio e que precisava arranjar um lugar quentinho para dormir. Então o Mário perguntou:

-Manel, onde é que você dorme?

E ele tremendo respondeu:

Eu durmo num bigode de um motoqueiro.

O Mário muito esperto respondeu:

Então vou lhe ensinar um lugar bem quentinho para dormir, você procura uma miúda de saia, e vai subindo, você vai passar por uma montanha, logo à frente vai chegar a uma florestinha bem quentinha, você pode dormir lá.

O Manel resolveu seguir os conselhos do amigo pulguinha, procurou a miúda de saia e subiu á florestinha, dormiu lá.

No outro dia, logo cedo, os dois encontravam-se na avenida, e o Mário pergunta:

Então Manel, deu certo, encontrou a florestinha ? O Manel muito chateado responde:

Achei, subi, passei pela montanha até chegar á florestinha, e dormi lá, só não entendi por que quando eu acordei estava de novo no bigode do motoqueiro.
Voltar a escolher anedotas

   


Um casal de noivos vai fazer um exame pré-nupcial, para ver se tudo vai sair direitinho. Ou melhor, se tudo vai entrar direitinho.
Dias depois, a moça vai buscar os resultados.
A enfermeira entrega-lhe um papel onde apenas se lê: "APM". A moça não entende e a enfermeira explica:
- Pode ficar tranquila. APM quer dizer: "Apta Para o Matrimónio".
A noiva fica felicíssima. E pega o resultado do exame do noivo.
Nele está escrito: "AAPM". Aí é que ela fica exultante: se com um A só é considerada apta, imagine ele com dois As. Deve ser um fenómeno!
Casam. Dez dias depois, a moça volta ao laboratório, querendo saber porque é que o marido é um fracasso total na cama, já que é "AAPM".
É aí que a enfermeira explica o que a sigla significa:
- "Apto Apenas Para Mijar".
Voltar a escolher anedotas

   


 Maria, no leito de morte, decidiu confidenciar ao Manel:
 - Manel, sabes qu' o nosso filho mais velho na é tê filho?
Manel muito tranquilo responde:
- Maria isto na m'importa...
Maria, muito intrigada com toda a calma do Manel, indaga-lhe:
- Tás ouvindo Manel? Vê s'entendes! Tou dizendo qu'o filho na é teu. Ò home
de Deus...
Manel responde:
- Tábê, eu entendi.
- Ai Jesus. Por que raio atão na tás azoado e ficas tão tranquilo?
Manel responde:
- Pois... sabes ò Maria, qu'o nosso filho mais novo nã é tê filho?
Maria rebate:
- Como na é mê filho, home de Deus? S'eu carreguê o infeliz na barriga nove meses?
- Maria, alembras-te qu'ando tavas na maternidade e pediste p'ra trocar o menino porque tava todo cagado? Pois atão eu troqui por um limpinho que tava ao lado.

Voltar a escolher anedotas

   


Um gaiato diz a uma senhora grávida:
- O que tem na barriga?
- Um bebe muito grande!
- E gosta dele?
- Claro!
- Então porque é que o comeu?
Voltar a escolher anedotas

   


No improvável caso de precisarem de provas de que a raça humana está condenada à estupidez, aqui vão algumas instruções AUTÊNTICAS que aparecem nas embalagens de diversos produtos de consumo nos EUA. 
Ora vejam... 

Na embalagem de um sabonete Dial: "INDICAÇÕES: UTILIZAR COMO SABONETE NORMAL" (Boa! Cabe a cada um imaginar usos para sabonetes anormais...) 

Em algumas refeições congeladas Swan: "SUGESTÃO DE APRESENTAÇÃO: DESCONGELAR PRIMEIRO" (Lembra-te, é só uma sugestão... não é obrigatório) 

Num hotel que oferecia uma touca para o duche dentro de uma caixa: "VÁLIDO PARA UMA CABEÇA" (Qual?) 

Na sobremesa Tiramisú da marca Tesco, impresso no lado de baixo da caixa: "NÃO INVERTER A EMBALAGEM" (Ups! Demasiado tarde! Perdeste!) 

No pudim da Marks&Spencer: "ATENÇÃO: O PUDIM ESTARÁ QUENTE DEPOIS DE AQUECIDO" (Será que ficará frio se arrefecido?) 

Na embalagem de uma tábua de passar da Rowenta: "NÃO ENGOMAR A ROUPA SOBRE O CORPO" (Gostaria de conhecer a infeliz criatura que deu azo a este aviso) 

Num medicamento contra o catarro das crianças, da Boots: "NÃO CONDUZA AUTOMÓVEIS NEM MANEJE MAQUINARIA PESADA DEPOIS DE TOMAR ESTE MEDICAMENTO" (Tanto acidentes na construção civil poderiam ser evitados se fosse possível manter esses hooligans de 4 anos longe dos catterpillars) 

Nas pastilhas para dormir da Nytol: "ADVERTÊNCIA: PODE PRODUZIR SONOLÊNCIA" (Bolas, espero bem que sim) 

Numa faca de cozinha: "IMPORTANTE: MANTER LONGE DAS CRIANÇAS E ANIMAIS DE ESTIMAÇÃO" (Mas que tipo de animais de estimação que maneja facas terá o pessoal?!?) 

Numa fileira de luzes de Natal: "USAR APENAS NO INTERIOR OU NO EXTERIOR" (Atenção, única e exclusivamente) 

Nos pacotes de amendoins da Sainsbury: "AVISO: CONTÉM AMENDOINS" (Mania de estragar as surpresas!!) 

Num pacote de frutos secos da American Airlines: "INSTRUCÇÕES: ABRIR O PACOTE, COMER OS FRUTOS SECOS" (E parte da digestão?!? Esqueceram de avisar que depois de comer é preciso digerir!!) 

Numa serra eléctrica da Husqvarna: "NÃO TENTE DETER A SERRA COM AS MÃOS OU OS GENITAIS" (No comments)
Voltar a escolher anedotas

   


A professora mandou os alunos fazerem uma composição sobre a escola.
Eis o que se lia numa delas:

"A minha escola é pequena, mas muito bem arranjada. A minha escola é como se fosse um jardim, nós, os alunos, somos as flores e a senhora professora é como se fosse um monte de estrume que nos faz crescer belos e fortes."
Voltar a escolher anedotas

   


Não perca a oportunidade de fazer ultrapassagens em curvas ou lombas da
estrada. Nem imagina como isso pode ser emocionante.

Utilize sempre altas velocidades, mesmo que a intensidade do tráfego não o
permita. Isto demonstrará que você tem personalidade e força de vontade.

Circule sempre pelo meio da estrada. Uma vez que você tem direito a metade
da estrada, escolha a que lhe agrada mais.

Faça corridas com os comboios e tente atravessar as passagens de nível,
antes que eles as atinjam. Isto é muito agradável para os maquinistas, visto quebrar a monotonia do trabalho.

Acelere quando entrar numa via principal, procedendo de uma secundária. Você
tem o mesmo direito que os outros de circular na principal.

Se o seu carro derrapar, pise o travão a fundo. Assim, as piruetas do carro
serão artísticas. Mude de direcção sem avisar nem tomar precauções. Mostrará que é teso a uma quantidade de nabos.

Se encontrar uma longa fila de carros, mesmo numa estrada estreita, não
deixe de ultrapassar. As fotografias dos acidentes em cada dia têm grande aceitação nos jornais. Voltar a escolher anedotas

   

A versão antiga: 
A  formiga trabalha arduamente, debaixo de um  calor arrasador, 
durante todo o verão, construindo a sua casa e  armazenando  provisões e
mantimentos para aguentar o Inverno. A cigarra pensa que a  formiga é uma
tola e ri, dança e brinca durante o verão.

Chega o Inverno, e a formiga está confortável e bem alimentada. A
cigarra não tem comida nem abrigo e morre.

A versão moderna:

A formiga trabalha arduamente, debaixo de um calor arrasador,
durante todo  o  verão, construindo a sua casa e armazenando provisões e
mantimentos para  aguentar o Inverno. A cigarra pensa que a formiga é uma
tola e ri, dança e brinca durante o verão.

Chega o Inverno, e a enregelada cigarra convoca uma conferência de
imprensa  para denunciar a situação em que vive, pretendendo saber por que
razão é permitido à formiga estar bem aquecida e alimentada enquanto outros
sofrem  com frio e fome.

 RTP, SIC e TVI apresentam-se em força para transmitir imagens da
pobre  cigarra, completamente transfigurada pelo frio e pela fome, ao mesmo
tempo que passam outras imagens da formiga na sua casa bem confortável e com
a  mesa cheia de boa comida. O país está chocado perante este contraste.

Como é possível, nos dias que correm, uma pobre cigarra sofrer
tanto? Durante  dias  não se fala de outra coisa.

O 1º Ministro, António Guterres, aparece num programa especial da
RTP com  um  ar consternadíssimo, repetindo, vezes sem conta, que fará tudo
o que está ao  seu alcance para ajudar a pobre cigarra, a qual, como toda a
gente deverá  entender, está a ser vítima da má política dos anteriores
governos do PSD.

O Padre Melícias tem desenvolvido esforços para angariar toda a
ajuda  possível, implementando um peditório, a nível nacional, para que a
cigarra  possa viver com alguma dignidade. Simultaneamente, a CGD abriu uma
conta  especial, onde qualquer pessoa pode efectuar um depósito,
contribuindo, assim, para mais uma ajuda preciosa.

O secretário geral do PCP, Carlos Carvalhas, numa entrevista com a
Manuela Moura Guedes, comenta que a formiga enriqueceu à custa da cigarra,
resultado  de uma gestão danosa do Governo Socialista, que sempre prejudicou
os mais  necessitados, e apela ao 1º Ministro para que seja criado um
aumento  significativo do IRS, através de um escalão especial, para fazer
com que a  formiga pague o valor justo em relação àquilo que ganhou.

Num movimento sem precedentes, Paulo Portas e o irmão Miguel Portas
aparecem juntos, abraçados à cigarra, em todas as feiras e mercados.

Finalmente, foi criada uma Secretaria de Estado, dependente do
Ministério  das Finanças, e desenvolvido um programa chamado "Igualdade
Económica e  Acções Anti-Formiga", com efeitos ao princípio do Verão, o que
obrigava a  formiga a pagar os novos impostos com retroactivos. Como a
formiga não estava preparada para pagar, a sua casa foi confiscada pelo
Governo.

A firma de advogados do Vale e Azevedo, representando a cigarra,
apresentou  em tribunal um processo contra a formiga, por abuso e fuga aos
impostos, tendo a formiga perdido a causa, sem qualquer hipótese de recurso.

A formiga desaparece e ninguém mais lhe põe a vista em cima.

Em todos os canais da televisão, o Presidente da República Jorge
Sampaio, com o seu entusiasmo habitual, anuncia que foi feita justiça e que
uma  nova  era de integridade e equidade nasceu em Portugal.

A Lili Caneças, querendo tirar mais umas fotografias, organizou uma
grande  festa de beneficência, onde estiveram presentes todos os nomes
conhecidos  da política, artes, moda, teatro, cinema, música, desporto, etc.

Com o dinheiro que ganhou de todos estes movimentos nacionais de
solidariedade, bem como da venda de grande parte da comida da formiga, a
cigarra vive dias com que nunca sonhou. Grandes festas, jantaradas,
casinos, jogo, mais festas e mais jantaradas, oportunistas, más
companhias,  e o dinheiro desaparece depressa.

A história acaba com as imagens da cigarra a comer o último
bocadinho de  comida que a formiga tinha armazenado, dentro da casa que
agora pertence  ao  Governo, mas que, por falta de verba para proceder à sua
manutenção, encontra-se completamente degradada.

A cigarra, entretanto, foi encontrada morta num beco, resultado de
um  incidente relacionado com drogas, e a casa, agora abandonada, é
utilizada  por um bando de delinquentes que vive aterrorizando o que, em
tempos, era  uma pacífica vizinhança!
Voltar a escolher anedotas
   


Um tipo chamado Jorge resolveu festejar o aniversario do casamento com a mulher. O Jorge, conhecido por trabalhar até altas horas da noite lá tirou o dia para jantar num restaurante com a mulher. Depois da refeição a mulher vira-se para ele e diz que quer ir a uma discoteca. 

Vão para a discoteca e há porta o porteiro vira-se para o Jorge e diz: 
- Oi meu!! Tás bom Jorge??? 

A mulher fica chateada e pergunta-lhe donde é que ele conhecia o porteiro. Responde-lhe o marido: 
- Sabes..foi um amigo de infância...!! 

Chegados ao bar vira-se o barman: 
-Oi Jorge! Tudo bem?? 

A mulher fica fula mas o Jorge lá lhe diz que andou com o rapaz no ultramar ... 
Vão para a pista de dança e a certa altura houve-se o DJ: 
- E esta é para o nosso grande amigo Jorge!!!!!

 A  mulher sai porta fora com o Jorge atrás dela... 

Metem-se num táxi e a mulher começa a barafustar com ele: 
- Seu depravado...seu mentiroso... 
Volta-se o Taxista para trás:
- Oh Jorge!!! Queres que ponha a puta na rua????? 
Voltar a escolher anedotas

 

 


O banho da mulher

1. Tira a roupa e coloca-a num cesto apropriado segundo uma rigorosa ordem cromatica;
2. Caminha para a casa de banho com o seu roupão. Ao ver o marido
cobre-se bem e fecha-se rapidamente na casa de banho;
3. Abre a torneira da banheira,
4. Imobiliza-se em frente do espelho e analisa o seu físico, expande voluntariamente a barriga para poder chatear a cabeça ao marido
acerca do quão gorda esta;
5. Procura uma toalha para a cara, uma para os braços, uma para
as pernas, uma para as costas e uma esponja;
6. Entra no duche;
7. Lava os cabelos com um champô à base de alperce e mel com 83
vitaminas;        8. Lava novamente os cabelos com um champô a base de alperce e mel com 83       vitaminas;
9. Cobre-se com o bálsamo de ervas tropicais e massaja-se
durante 10 minutos;      10. Lava a cara com um sabonete de pêssego e frutos silvestres ate que as faces atinjam uma cor vermelho fogo;
11. Lava o resto do corpo com um sabonete de nozes e morango;
12. Enfurece-se loucamente quando o marido puxa o autoclismo
porque reduz a         pressão do chuveiro;
13. Fecha a torneira;
14. Sai do banho e seca-se com uma toalha do tamanho da Africa;
15. Besunta-se com creme revitalizante, hidratante e anti-rugas
durante 15 minutos;
16. Depila-se nas pernas e debaixo dos braços. Reflecte
demoradamente acerca das partes intimas mas decide que é melhor consultar a esteticista;
17. Percorre minuciosamente todo o corpo procurando borbulhas e
pontos negros, que destrói recorrendo a utensílios medievais;
18. Sai da casa de banho;
19. Ao ver o marido cobre-se bem e corre para o quarto onde
passa várias horas a vestir-se.

O banho do homem

1. Tira as roupas enquanto está na cama e atira-as para o chão;
2. Anda nu na direcção da casa de banho. Se vê a mulher mostra orgulhosamente a preponderância emitindo um ruidoso grunhido;
3. Pára em frente do espelho para analisar o físico. Expande a
barriga;
4. Admira orgulhoso as dimensões da ferramenta, coça os ditos e cheira as mãos uma última vez antes de se lavar;
5. Enfia-se na banheira;
6. Lava a cara com o primeiro sabonete que encontra;
7. Ri como um cretino do eco provocado pelo peido que acabou de
dar;
8. Lava os ditos e o cu, prestando particular atenção em deixar
alguns pelos no sabonete;
9. Lava o cabelo com o que quer que seja (confunde-se
frequentemente e usa a espuma ginecológica da mulher);
10. Urina abundantemente na banheira fingindo ser um bombeiro a
apagar um violento incêndio;
11. Sai do banho: não se apercebe que deixou tudo encharcado por
não ter colocado o cortinado na parte interior da banheira;
12. Não se penteia;
13. Seca-se ligeiramente;
14. Olha-se novamente ao espelho fazendo a "pistola" de hélice
de helicóptero;         15. Sai da casa de banho deixando tudo encharcado;
16. Regressa ao quarto com a toalha à cintura. Se vê a mulher mostra orgulhosamente a preponderância emitindo um ruidoso grunhido;
17. Atira a toalha para cima da cama e veste-se em dois minutos.
        
Voltar a escolher anedotas

   


Satânico é o meu pensamento a teu respeito e ardente é o meu desejo de apertar-te em minhas mãos, numa sede de vingança incontestável pelo que me fizeste ontem.
A noite era quente e calma, e eu estava na minha cama quando, sorrateiramente, te aproximaste.
Encostaste o teu corpo sem roupa no meu corpo nu, sem o mínimo pudor.
Percebendo a minha aparente indiferença, aconchegaste-te a mim e me mordeste sem escrúpulos até nos mais íntimos lugares.
Eu adormeci. Hoje, quando acordei, procurei-te numa ânsia ardente, mas em vão.
Deixaste no meu corpo e no lençol provas irrefutáveis do que entre nós ocorreu durante a noite.
Esta noite recolho-me mais cedo para, na mesma cama, te esperar.
Quando chegares, quero-te agarrar com toda a avidez e força.
Quero apertar-te com todas as forças das minhas mãos.
Não haverá parte do teu corpo em que os meus dedos não passarão.
Só descansarei quando vir sair o sangue quente do teu corpo.
Só assim , me livrarei de ti, mosquito filho da puta.
Voltar a escolher anedotas

   


BEIJO PROFUNDO

O casal no cinema, depois de um longo beijo apaixonado:
- Querida, acabo de engolir a tua chiclete.
- Não foi não, amor! É que eu estou constipada!

 

 

O HOOPS     Mapa do Site    E-mail   Ajuda
© 2001 HOOPS. Todos os direitos reservados.