RIR




   


Num prédio, havia  um vizinho que  tinha um papagaio.
Nesse mesmo prédio, saía uma senhora todos os dias para o trabalho.
O papagaio via a senhora  sair e dizia-lhe:
 - Toda bem vestida, Toda bem pintada, vai para a vida.
 À noite quando a senhora regressava, o papagaio lá estava e dizia-lhe:
 - Toda bem vestida, toda bem pintada, vem da vida.
Passados alguns dias, a vizinha muito chateada, resolve ir fazer queixas ao marido
 - Vê tu, que o papagaio do nosso vizinho todos os dias, quando saio diz-me que vou para a vida, quando venho para casa, diz-me que venho da vida. Só pode ser o vizinho que lhe ensina.
 - Deixa lá mulher, no próximo sábado emprestas-me a tua roupa e compras-me uma cabeleira na cor do teu cabelo, que eu trato do resto.
Assim fez! Quando o papagaio o viu, disse:
 - Olha quem vem lá todo lampeiro...!
 - Durante a semana é corno, e ao fim-de-semana é paneleiro.
Voltar a escolher anedotas

   


Um táxi é mandado parar por uma freira que, de seguida, entra no carro. O taxista não pára de a olhar. Até que ela lhe pergunta por que é ele a olha assim. Ele explica, "Tenho uma coisa para lhe pedir mas não quero que fique ofendida."
Ela diz-lhe:
 "Meu filho, dificilmente me pode ofender. Sou freira há muito tempo e já vi e ouvi de tudo. Com certeza não há nada que me possa dizer ou pedir que eu ache ofensivo."
 "Sabe, é que sempre tive na cabeça esta fantasia de ser beijado por uma freira..." Ela responde-lhe, "Bem, vamos lá a ver o que é que eu posso fazer por si:
 1º, tem que ser solteiro, e, 2º, tem que ser Católico."
 O taxista fica entusiasmado: "Sim, sou solteiro e até sou Católico também!"
A freira diz-lhe, "Então, pare o carro ali na próxima travessa."
E a freira satisfaz a velha fantasia do taxista. Mas, quando continuam para o destino, o taxista começa a chorar.
 "Meu filho." diz a freira, "Porque é que está a chorar?"
 "Perdoe-me Irmã, mas confesso que lhe menti: sou casado e sou Protestante."
A freira conforta-o, "Deixe lá, Eu também estou a caminho de uma festa de Carnaval, e chamo-me Alfredo."
Voltar a escolher anedotas

   


O cliente chega ao escritório e pergunta ao advogado:
- Quanto é que o senhor cobra por uma consulta?
- Trinta contos por 3 perguntas.
- E o senhor não acha muito caro?
- Sim. Qual é a terceira pergunta?
Voltar a escolher anedotas

   


O instituto Pasteur anunciou que eles não vão usar mais ratos em experiências médicas. No lugar dos ratos, eles vão usar advogados. Eles tiveram três razões para tomar esta decisão:
1. Existem no momento mais advogados do que ratos;
2. Os pesquisadores não ficam tão ligados emocionalmente aos advogados como ficam com os ratos;
3. Não importa o que você tenta, há certas coisas que nem os ratos fazem.
Voltar a escolher anedotas

   

 
O cliente telefona para o advogado, apavorado por ter assassinado a esposa.
O advogado: Conte-me como ocorreu.
O cliente: Doutor, após discutirmos empurrei-a pelos escadas abaixo.
O advogado: Não meu amigo, o senhor não assassinou ninguém, a sua esposa tropeçou, e por desgraça do destino, acabou a rolar pela escada o que acarretou o falecimento. O senhor acalme-se, já estou a deslocar-me para a sua residência com três testemunhas. Mas voltando ao assunto, como é que a sua esposa morreu mesmo?
O cliente: Pois sabe doutor, eu não vi, e estou um pouco confuso, talvez alguma das testemunhas o possam ajudar.

Voltar a escolher anedotas

   


Uma loira e um advogado estão sentados lado a lado num vôo de Lisboa para Madrid.
O advogado pergunta à loira se ela não quer participar num joguinho interessante.
A loira, muito cansada, e que só quer dormir um pouquinho, agradece educadamente e vira-se para a janela para uma soneca. O advogado insiste e explica que o jogo é fácil e muito divertido. Ele explica, "Eu faço uma pergunta e, se você nao souber a resposta, paga- me 500$, e vice-versa".
Novamente ela declina-se e tenta dormir um pouco. O advogado, agora já um tanto agitado, diz: "O.K., se você não souber a resposta, paga-me 500$ e se eu não souber a resposta, pago 50.000$".
Isso chamou a atenção da loira, que pensando que esse tormento não terminaria nunca enquanto ela não participasse da brincadeira, decidiu concordar.
O advogado fez a primeira pergunta: "Qual a distância exacta entre a Terra e a Lua?".
A loira não disse uma palavra, abriu a bolsa, pegou uma nota de 500$ e entregou ao advogado.
"O.K., é a sua vez" disse o advogado.
Ela então perguntou: "O que é que sobe a montanha com três pernas e desce com quatro pernas?".
O advogado, desconcertado, pegou no seu laptop e pesquisou todas as referências, sem encontrar nenhuma resposta. Pegou no telefone do avião (air phone), conectou-o ao seu modem, procurou em todos os bancos de dados e bibliotecas possíveis, sem nenhuma resposta.
Frustrado, mandou e-mails para todos os seus amigos e colegas de trabalho, sem nenhum sucesso.
Após uma hora, ele acordou a loira e entregou a ela 50.000$.
A loira disse: "Muito obrigado" e virou-se de novo para uma nova soneca. O advogado, muito mal-humorado, acorda a loira novamente e pergunta:
"Muito bem, qual é a resposta?".
Sem dizer uma palavra sequer, a loira abre a bolsa, entrega 500$ ao advogado e volta a dormir.

Voltar a escolher anedotas

   


Já passava da meia-noite quando um promotor de uma pequena cidade americana do Mississipi ligou para a residência do governador, insistindo em falar com ele de todas as maneiras, com uma urgência nunca antes vista. Demorou até que um assistente mais "influenciável" fosse acordar o governador.
- "Que é que há?", rugiu o governador ao pegar o telefone.
- "O juiz Gardner acabou de morrer", disse o promotor, "posso ficar no lugar dele"?
- "Bem" - disse o político - "se o homem da funerária não reclamar, por mim, tudo bem".
Voltar a escolher anedotas

   


Numa audiência de julgamento de um caso de corrupção, o promotor interroga uma testemunha:
"É verdade que você aceitou dez mil contos para encobrir este caso?"
A testemunha fica olhando fixamente para o horizonte, distraída, como se não tivesse ouvido a pergunta. O promotor repete:
"É verdade que você aceitou dez mil contos para encobrir este caso?"
Como a testemunha continuava sem responder, o juiz interveio:
"Cavalheiro, por favor, responda à questão".
A testemunha, surpresa:
"Oh! Desculpe, eu pensei que ele estava a falar com o senhor."

Voltar a escolher anedotas

   


O advogado recebe no escritório um cliente preocupado com o seu processo:
- Doutor, se eu perder este caso, estou arruinado.
- Tudo depende só do juiz..., diz o advogado.
- Se eu der um presentinho ao juiz ajudaria?
- Não! Este juiz é muito ético e consciente. Se você der um presente, isso irá prejudicá-lo! Nem pense nisso!
Passado algum tempo, sai a sentença: a favor do advogado.
O cliente procura o advogado e diz:
- Obrigado pela dica sobre o presentinho, funcionou!
- Mas como? Se você tivesse enviado o presente, teríamos perdido a causa!
- Mas eu mandei o presente... Foi por isso que ganhamos a causa. "
- Você está louco? Como?! , pergunta o advogado
- Bem, eu mandei o presente. E dentro da caixa coloquei um cartão de visita do nosso adversário.
Voltar a escolher anedotas

 

 


Um advogado recém-formado estava a ser entrevistado para um emprego.
- E quais são suas pretensões salariais? - perguntou o entrevistador, depois de ouvir as longas digressões do candidato sobre a sua própria capacidade de assumir responsabilidades.
- Aproximadamente uns 300.000$00 por mês, mais benefícios. - e com ar todo empertigado, perguntou: - Quais os benefícios que a sua empresa oferece?
- Normalmente férias de 6 semanas por ano, fundo de pensão para complementar sua aposentadoria, um Vectra novo a cada dois anos, cartões de crédito, título de um clube, plano de saúde integral para todos os dependentes e viagem aos Estados Unidos duas vezes por ano.
- O senhor está a brincar? - pergunta o advogado.
- É claro! Mas foi você quem começou!
Voltar a escolher anedotas

 

 


Esta carta, foi enviada por um cliente Optimus.
A correspondência abaixo (dizem) é verídica e foi enviada por um devedor a uma das várias lojas credoras (conforme ele mesmo informa na sua correspondência).
 "Prezados Senhores
Esta é a oitava carta jurídica de cobrança que recebo de Vossas Senhorias...
Sei que não estou em dia com os meus pagamentos.
Acontece que eu estou a dever também em outras lojas. E todas esperam que eu lhes pague. Contudo, os meus rendimentos mensais só permitem que eu pague duas prestações no fim de cada mês. As outras, ficam para o mês seguinte.
Estou ciente de que não sou injusto, daquele tipo que prefere pagar a esta ou àquela empresa em detrimento das demais. Não!!!
Todos os meses, quando recebo o meu ordenado, escrevo o nome dos meus credores em pequenos pedaços de papel, que enrolo e coloco dentro de uma caixinha. Depois, olhando para o outro lado, retiro dois papéis, que são os dois "sortudos" que irão receber o meu rico dinheirinho. Os outros, paciência. Ficam para o mês seguinte.
Afirmo aos senhores, com toda certeza, que a sua empresa vem constando todos os meses na minha caixinha. Se não os paguei ainda, é porque os senhores estão com pouca sorte.
Finalmente, lhes faço uma advertência: Se os senhores continuarem com essa mania de me enviar cartas de cobrança ameaçadoras e insolentes, como a última que recebi, serei obrigado a EXCLUIR o nome de Vossa Senhoria dos meus sorteios mensais."
Com os melhores cumprimentos,
 

(Devedor Identificado)


Um Padre...

Um padre da província contava no sermão um dos mais famosos milagres de Cristo, a ressurreição de Lázaro:
- E então, Cristo chegou junto de Lajaro e dixe : "Lajaro, alabanta-te e anda! E Lajaro alebantou-xe e andeu!"
Ouve-se uma voz no fundo da igreja:
- E andou, estupido!
Ao que o padre respondeu:
- Pois, andou estupido durante uns tempos, mas depois parou!

 
 


Sexo e dedos dos pés
Mario conheceu Maria num bar, e começou-lhe a pagar umas  bebidas.
Mario sugeriu que fossem ambos até ao seu apartamento para umas tarefas "extra-curriculares". Não demorou muito até que ambos se encontrassem na cama a fazer sexo de uma forma apaixonada.
Enquanto iam fazendo
sexo, Mario reparou que os dedos dos pés de Maria se encolhiam de cada vez que ele entrava e saia...
Quando acabaram Mario deitou-se na cama ao lado de
Maria e diz-lhe, "Devo ter sido realmente muito bom esta noite pois reparei que os dedos dos teus pés se encolhiam de cada vez que entrava e saia de ti..." Maria olhou para ele, sorriu e disse : "Isso normalmente acontece quando alguém se esquece de me tirar os collants!"
Voltar a escolher anedotas

 
 
 
 
   


Um Padre Alentejano foi obrigado pelo o Bispo de Évora a ir dar missa a Badajoz por motivo de morte do Padre local. Hora da homília e a igreja cheia de espanhóis à espera da missa do Padre Português.
No 1º Domingo: - Irmãos ... hoje vou-vos contar como se iniciou o pecado original: Bom, o Adão sentia-se muito sozinho no paraíso e a Eva ... sim a Eva essa devassa,  essa mulher terrível que levou o Adão a pecar, porque o Adão comeu a maçã...
E SABEM PORQUE É QUE ISTO ACONTECEU????? Porque a Eva era Espanhola!
No 2º Domingo: Os espanhóis lá estavam à espera mas bastante revoltados com o Padre a ver o que ele diria ...
 - Irmãos ... hoje vou-vos falar numa história de traição : O Abel era muito bom rapaz, mas o Caim ... O Caim!!! Era pior que as cobras e de tão mau que era matou o Abel!
E SABEM PORQUE É QUE ISTO ACONTECEU?????? Porque o Caim era espanhol!
Os Espanhóis ficaram furibundos e fizeram queixas ao Bispo de Badajoz que telefonou ao de Évora e este ou intercedia junto do Padre ou faziam queixas ao Vaticano ... O bispo telefonou ao padre e disse-lhe que se ele não acabasse com
aquela conversa de dizer que a culpa de tudo de mau na Bíblia era dos Espanhóis seria exonerado ... e ainda por cima teria que continuar a dar missa aos Espanhóis!
No 3º Domingo: O padre lá estava muito contrariado, o ambiente na igreja era de cortar à  faca ... um silêncio sepulcral, todos os Espanhóis à espera do sermão...
- Irmãos ... Hoje vou-vos contar a história da última ceia ... Pois Jesus lá estava com seus Apóstolos naquela que seria a sua última ceia ... Jesus virou-se para Tiago e disse-lhe : Tiago desconfio que me vais trair ...
- Eu Senhor? ... Nunca seria capaz de o trair!
- Pronto tá bem, então és tu Pedro ... tás com cara de quem me vai trair ..
- Eu Senhor?!!!! Jamais o trairei!
- Judas??? És tu que me vais trair!
- Yo??? Yo no lo haceria!

 

Voltar a escolher anedotas Voltar

 

O HOOPS     Mapa do Site    E-mail   Ajuda
© 2001 HOOPS. Todos os direitos reservados.