Voltar à página da Saúde
Saúde/Medicina



Psoríase, o que é isso?





Psoríase, o que é isso?

É uma dermatose eritemato-descamativa, ou seja:

  • Dermatose: doença da pele

  • Eritema: coloração avermelhada da pele que desaparece quando se faz pressão sobre ela

  • Descamação: as camadas mais superficiais da pele destacam-se da superfície originando partículas semelhantes a “escamas”

 Como é que é? 

A lesão característica da psoríase é uma mancha circular, com um bordo bem delimitado com fundo avermelhado (eritema) e escamas espessas à superfície. Estas lesões podem aparecer só em alguns locais do corpo, mais frequentemente nos cotovelos, joelhos, couro cabeludo e região lombar ou ser disseminadas por todo o corpo.

Também surgem alterações ao nível das unhas com vários aspectos possíveis:

  • Picadas de alfinete

  • Rugosidades, sulcos ou pregas superficiais

  • Hipopigmentação ou manchas amarelas ou acastanhadas

  • Descolamento da unha

  • Espessamento da unha

  • Destruição da unha

 Porque é que a psoríase aparece?

 A psoríase aparece porque as células da pele, que estão constantemente a ser destruídas à superfície e a multiplicar-se nas camadas mais inferiores, aumentam a sua velocidade de multiplicação, por isso, descamam mais rapidamente do que na pele normal. Além disso também há inflamação.

A psoríase evolui por surtos ocasionais separados por períodos de remissão. É impossível prever a duração dessas remissões mas existem factores que podem desencadear novos surtos:

  • Infecção

  • Intervenções cirúrgicas

  • Stress

  • Medicamentos

o Bloqueadores dos receptores b-adrenérgicos (Simpaticolíticos)

o Lítio

o IECAs (Inibidores do enzima de conversão da angiotensina)

o Anti-maláricos

  • Traumatismos

Como é que se trata?

 Existem diferentes medicamentos usados com funções distintas:

  • Pomada de ácido salicílico a 5% em vaselina

  • Alcatrões

  • Crisarobina, cignolina (usam-se só no Hospital porque mancham a roupa e é preciso controlar bem o tempo de aplicação)

  • Calcipotriol (derivado da vitamina D)

  • Psoralenos associados a irradiação com UVA

  • Citostáticos (para casos graves de difícil resolução)

O doente psorítico deve expôr-se ao Sol porque as radiações ultravioletas são benéficas para o tratamento mas deve respeitar as regras gerais de protecção com protectores solares porque, tal como em qualquer outra pessoa, existe o risco de desenvolver cancro da pele. 

A psoríase é contagiosa?

 Não. A psoríase resulta de uma alteração na pele do indivíduo causada por factores do mesmo e não por qualquer agente infeccioso transmissível a outros indivíduos. Por isso, o indivíduo psorítico não deve ser excluído mas ajudado.

Bibliografia
Esteves, Juvenal et al; Dermatologia; 2ª edição; Fundação Calouste Gulbenkian; 1992


inflamação
 É uma resposta do sistema imunitário com aumento do fluxo sanguíneo nesse local (dá origem à cor avermelhada e ao calor), aumento da permeabilidade dos vasos (dá origem à tumefacção dessa zona) e saída de glóbulos brancos (células imunitárias) dos vasos para os tecidos. Geralmente surge para reagir a agressões externas como infecções mas aqui é auto-imune, ou seja, não se sabe bem porquê, o sistema imunitário reage contra elementos do próprio organismo.

 Topo Voltar ao topo da página


O HOOPS     Mapa do Site    E-mail   Ajuda
© 2001 HOOPS. Todos os direitos reservados.